editora Escala
Visão Jurídica
 
Buscar  
ok
Indique
Anuncie
         
Canais
 
Newsletter
 

Receba periodicamente nossas novidades e matérias.

 
   
 
ok
 
 
Serviços
 
 
 
Reportagens
Questão

Caiu na rede


Amizade nas redes sociais e Justiça do Trabalho


Rodrigo Martini*

CAUTELA
Com certeza, a situação fática deve ser analisada, sob pena de tornar letra morta o conceito de amizade íntima, admitindo todas as testemunhas indistintamente, ou, por outro lado, excluindo outras por comportamentos de menor importância que os encontrados em uma verdadeira amizade. A acurada cautela na busca da credibilidade das testemunhas é uma árdua tarefa do julgador e, com o exponencial crescimento das redes sociais, maior a difi culdade de se encontrar o meio termo adequado.

"A JUSTIÇA DO TRABALHO VEM ACEITANDO PROVAS EXTRAÍDAS DE REDES SOCIAIS PARA OS MAIS DIVERSOS FATOS, INCLUSIVE PARA APURAÇÃO DE JUSTA CAUSA."

A Justiça do Trabalho vem aceitando provas extraídas de redes sociais para os mais diversos fatos, inclusive para apuração de justa causa. Para a contradita de testemunhas, no entanto, o procedimento deve ser cauteloso, a fim de não configurar um cerceamento na produção da prova.

O juiz, em sua decisão, deve se aproximar ao máximo da verdade real e, para tanto, deve utilizar a maior quantidade de provas a formar sua convicção. O que não se pode perder de vista é que a testemunha que depõe em juízo, indistintamente, seja ela pertencente ou não à rede social do envolvido, assume o compromisso de dizer a verdade sobre o que lhe for perguntado (Artigo 415 do CPC), sob pena de caracterizar conduta tipifi cada no Artigo 342 do Código Penal. Ademais, cabe ao julgador valorar todo o conjunto probatório antes de proferir sua decisão.

Em outras palavras, mesmo com a crescente evolução tecnológica e as possíveis modifi cações do conceito de amizade no decorrer das décadas, o juiz possui ferramentas para coagir a testemunha a desempenhar seu dever maior: dizer a verdade, independentemente da parte que a levou em juízo.

EXPERIÊNCIA E EXEMPLO
"O uso das redes sociais é a grande novidade na arregimentação de pessoas no século 21 e chega, agora, ao Brasil, após mostrar sua força em países europeus, asiáticos e africanos", disse, no dia 18 de junho, o professor de comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Vítor Iório. Para ele, trata-se de uma ferramenta poderosa, por ser on-line e não ter obrigatoriedade de identificação - tanto pode ser anônima quanto legitimada pela assinatura. "Nada disso impede que ela [a ferramenta] arregimente uma legião de jovens. A arregimentação, que começa com os mais jovens, em poucos instantes, consegue envolver os jovens mais adultos e, por fim, os adultos propriamente ditos", observou o professor. "Essa ferramenta não está mais em discussão. Ela é uma realidade", disse Iório.

Fonte: Agência Brasil

*RODRIGO MARTINI é advogado de Direito do Trabalho do Escritório Rodrigues Jr. Advogados.

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2
 

Visão Jurídica :: Reportagens :: Edição 105 - 2015
Atrás das grades

 

Visão Jurídica :: Reportagens :: Edição 105 - 2015
Alta performance na Advocacia

 

Visão Jurídica :: Reportagens :: Edição 105 - 2015
Money!


Visão Jurídica :: Capa :: Edição 40 - 2009
Prisão civil pelo não-pagamento de pensão alimentícia


Visão Jurídica :: Capa :: Edição 59 - 2011
Sistema carcerário brasileiro


Visão Jurídica :: Jus Ultra :: Edição 51 - 2010
NORMAS DA UNIÃO ESTÁVEL


Visão Jurídica :: Reportagens :: Edição 61 - 2011
Separação total de bens



 
Edições Anteriores
 
tags
 
advocacia advogados Brasil budget capa capitais carreira carreira de Direito como conheca contratos eletrônicos criminal cruzadas debate descriminação desportivas diferencas foco foro lei
 

         
Faça já a sua assinatura!


Visão Jurídica
O Direito de forma ampla e atual.

Assine!Outras ofertas!


Sociologia
Um olhar sobre o mundo que no para.


Assine!
Outras ofertas!

Leituras da Histria

Fatos e personalidades que deixaram suas marcas.

Assine!
Outras ofertas!

Sentidos
Receba 12 edições da revista na sua casa


Assine!
Outras ofertas!
 
  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS